Sobre o Multiverso

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Sobre o Multiverso

Mensagem por Os Deuses em Ter Dez 05, 2017 7:41 pm

A Origem

Antes, era apenas o vazio.
Embora não dê para se ter certeza se foi antes ou depois, se já aconteceu ou virá a acontecer. Quando citamos o vazio, também retiramos a nossa noção de tempo, de certo ou de errado… é apenas nada, um nada que viria a se tornar “tudo”.
Em algum momento, o vazio gerou dois seres gêmeos. É dito que a tristeza e a solidão passaram a existir antes mesmo deles, e por essa razão foram criados, para preencher o nada. Ambos eram seres de puro instinto, sem consciência ou raciocínio lógico. Um era branco, feito de luz, enquanto o outro era negro, moldado nas trevas. Mas, nessa época, luz e trevas não tinham nenhum significado.
Como entidades puramente instintivas, os irmãos não sabiam o que faziam. Eles apenas brincavam entre si, e foi durante essas brincadeiras que o irmão branco criou muitas coisas onde nada existia. Em contra-parte, o irmão negro só era capaz de destruir, e quando iniciava seus próprios jogos, o caos reinava.

Aos poucos, a chamada consciência foi despertando em ambos. Olhando para o recém-criado universo, seu parque de diversões particular, os dois tiveram inspirações completamente opostas.
O ser de luz, que viria a se tornar a Ordem ou “Deus”, Meehien, era masculino, o criador, sua sabedoria aumentando quanto mais vivia. Começou a apegar-se as suas obras, a tal ponto que a interferência de seu gêmeo o aborrecia. Ele queria saber o que mais poderia fazer, e se poderia gerar algo consciente como eles dois.
O ser de trevas era uma entidade feminina, Kaladash, a destruidora, o Caos. Não era empolgada nem tampouco se animava com as ideias do irmão. Ela sabia apenas aniquilar, e contentava-se com isso. Mas para destruir, alguém precisava criar, e Meehien não estava disposto a deixá-la invadir seus domínios.
Houve uma cisão entre os dois.

Meehien criou os primeiros seres conscientes, retirando-os de sua própria essência, os quais deu o nome de anjos. Não eram muitos, apenas o suficiente para proteger a matéria das garras da irmã. Em contra partida, Kaladash, incapaz de entender tal atitude, enciumada pelo irmão preferir suas criações a companhia dela, também foi capaz de gerar vida… mas uma vida bizarra e conspurcada. Surgiram monstros do Caos, feitos de anti-matéria.
Eles entraram em guerra.

Uma guerra que Meehien venceu, com a perda de dois dos seus, enquanto Kaladash teve sua prole dizimada quase por completo, terminando a contenda com sua própria destruição. O Deus sofreu imensamente com sua perda, e das suas lágrimas surgiram muitas das estrelas anciãs. Ele não queria cessar a existência da gêmea, mas não tivera alternativa. Baniu a única Deusa do Caos restante para os antigos domínios da mãe, e na tentativa de se livrar de sua dor, dedicou-se cem por cento ao seu novo projeto.
Mais anjos foram criados.
Sua mente evoluiu cada vez mais.
Inúmeros planetas nasceram. O tempo passou e mais entidades desenvolveram-se sozinhas a partir do que agora era chamado de universo. Divindades com poderes distintos, que começaram a fragmentar a realidade. E assim foi crescendo a quantidade de planos e universos paralelos, até o momento em que surgiu um ser para guardar os portais que os conectavam um ao outro. Esse era conhecido apenas como Guardião das Chaves.
Os humanos foram criados. Lúcifer, um dos primeiros anjos, decaiu por inveja.
E hoje ninguém nunca ouviu falar de Kaladash e seus filhos. Para todos, Lúcifer é o maior inimigo de Deus. O Caos foi relegado ao esquecimento, a um canto mórbido da existência que ninguém se preocupa em conhecer. Apenas Meehien e os primeiros anjos sabem que ela um dia viveu.
avatar
Os Deuses
Admin

Mensagens : 44
Data de inscrição : 12/07/2013

Ver perfil do usuário http://reinodiamante.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum